terça-feira, 14 de Julho de 2009

Teoria Cognitivista

A aprendizagem não é simplesmente um processo de associações do tipo Estímulo-Resposta. Consiste numa mudança da estrutura cognitiva do sujeito e assenta na forma como ele percebe, selecciona, organiza e atribui significados aos objectos e acontecimentos.

É um processo dinâmico, centrado nos processos cognitivos, nos quais temos:


Características

- Aprende-se a fazer, fazendo;

- A aprendizagem confunde-se com a compreensão;

- O processo de aprendizagem é intencional (objectivos, explorativo, imaginativo);

- O indivíduo procura aprender devido às suas necessidades internas, à sua curiosidade, às suas expectativas (motivação).

Princípios Psicopedagógicos

- Motivação: motivar o sujeito para a aprendizagem, relacionando as suas necessidades pessoais com os objectivos da própria aprendizagem;

- Valorização da experiência anterior: reconhecer que a estrutura cognitiva do sujeito depende da sua visão do mundo e das suas experiências anteriores;

- Estratégias de ensino adaptadas ao nível de desenvolvimento dos alunos;

- Relacionar o novo com o adquirido: ajudar os sujeitos a relacionar conhecimentos e habilidades novas com conhecimentos e habilidades anteriormente adquiridas;

- Valorização da compreensão em detrimento da memorização;

- Fornecer informações, indicar factos, fornecer pistas que facilitem a compreensão, organização e retenção dos conhecimentos;

- Valorizar a prática, a experimentação de novos conhecimentos, não equacionar a prática como repetição, mas concebê-la como uma série de tentativas sucessivas e variadas, que facilitem a transferência de habilidades e conhecimentos para novas situações;

- Sistematização: iniciar cada unidade de ensino apresentando conjuntos significativos e descer gradualmente ao pormenor.

Técnicas de Ensino
- Ensino pela descoberta;
- Apresentação dos objectivos;
- Introduções;
- Sumários;
- Questionários orientados para a compreensão;
- Esquemas;
- Debates;
- Discussões;
- Estudo de casos.
PIAGET
Jean Piaget (1896 - 1980) foi biólogo, zoólogo, filósofo, epistemólogo e psicólogo e ficou conhecido pela sua Teoria Cognitiva.
A Aprendizagem ocorre por meio do processo da “Equilibração”. As constantes tentativas do sujeito de satisfazer uma necessidade geram uma aquisição estrutural.
A inteligência é uma forma de adaptação e o aprendiz não será esquecido pois faz parte da organização interior do indivíduo. Este aprendiz, construído, mantém-se por toda a vida (retenção) uma vez que o “inconsciente cognitivo” o mantém em estado potencial.

BRUNER

Valoriza a intuição como instância fundamental para a apreensão da realidade ao longo da vida do sujeito. Bruner também valoriza a honestidade na transmissão do conhecimento como forma de aprendizagem. Bruner destaca o papel das categorais cognitivas como grupos conceituais que reúnem aprendizagens com elementos em comum, e que estão sempre, à disposição para novas aprendizagens serem incorporadas.
Este processo em espiral e a aprendizagem pela descoberta, a partir da descoberta “inicial” e a sua sequência mais complexa, são as contribuições mais significativas do autor.

Sem comentários:

Enviar um comentário